Kitty's Place

quarta-feira, setembro 28, 2005

I'm alive!!!!!

Entre...

... ler que nem uma doida (será que os doidos lêem? olhem eu leio, por isso...), graças ao Bookcrossing;

... trocar postais com a malta de todo o mundo como se não houvesse amanhã, graças ao Postcrossing;

... tratar da minha colecção de selos;

... arranjar o meu novo blog (ah pois é... Cruxe és o maior );

... o trabalho;

... me enervar com a M**** da Brisa, por causa do acidente que tive por culpa deles;

... a vida pessoal (ai que vou ter uma bela semana de férias...!),

fica pouco tempo para a blogoesfera e às vezes sinto-me mais morta que viva... mas estou aqui! E já hoje regressei ao consultório!

domingo, setembro 25, 2005

Livros perdidos e emoções encontradas

Pode até acontecer uma única vez na vida mas acaba por justificar todo um projecto!

Não perceberam nada, pois não? Refiro-me (mais uma vez) ao Bookcrossing. Muitos de vocês pensam que é desperdício ou loucura abandonar livros para que outros os encontrem. Porém, leiam o texto que a seguir transcrevo e perceberão que todos os livros que nunca mais dão notícias compensam uma história como esta.

Este livro foi encontrado após um encontro de Bookcrossers no Forum Almada. Alguns libertaram livros pelo Forum e este teve a felicidade de ir de encontro à pessoa certa. Poderão ver o historial do livro aqui. O texto é extenso mas quanto a mim explica bem o porquê, não das coisas, mas deste humilde projecto.

Acreditam em momentos mágicos… em pequenos, grandes “milagres”?
Acreditam que nada acontece por acaso? Que não existem coincidências e que fazemos todos parte integrante de algo superior?
Eu já não acreditava… mas voltei a acreditar novamente, e por isso, quero deixar aqui o meu testemunho… algo impressionante aconteceu na minha vida, um momento de pura magia, que desejo partilhar com todos vocês!!!
Imaginem que um dia acordam e têm um nome, que não vos sai do pensamento e o proferem, vezes e vezes sem conta, sem que saibam com vos veio parar à cabeça e qual o seu significado, e que não faz o menor sentido ao ser proferido, mas que povoa a vossa mente de tal forma, que sentem a necessidade de fazer uma pesquisa para descobrir se é algo que existe, ou apenas uma palavra inventada durante o sono… e descobrem então, que aquela palavra “MAKTUB” designa o termo “Está escrito” e de que também, nessa condição, se trata de um livro de um autor, de quem já leram inúmeros livros e que provavelmente, aquele nome foi visto em algum lado e guardado algures no vosso subconsciente, até um dia, simplesmente por ele… despertar!
Imaginem que nesse mesmo dia, vão à procura desse dito livro, têm-no na mão para adquiri-lo, mas uma outra novidade literária, ao lado, afastava-vos do propósito inicial…
Até aqui nada de especial, até porque nunca mais me lembrei disso e desde então, passaram-se à vontade, uma meia dúzia de meses!

A magia começa aqui…
Encontrei este livro, num banco do Fórum Almada, no piso 0, por volta da 20:50 do dia 16/SET/05, por acaso… pensei eu...
Vinha de comprar uma água e voltar ao meu posto de trabalho, do qual me havia ausentado para o efeito. E lá estava um livro, esquecido em cima de um banco, completamente vazio, sem ninguém. Quando me aproximei com o intuito de ver o livro, e porque um livro, é sempre um livro, eis que, “Maktub”!!!????. A primeira reacção, instintiva, completamente primária (devo confessar), foi pegar no livro (creio, nem me ter certificado se estaria alguém por perto a procurá-lo) e pensar:
-“Bem, finalmente vou ler este livro, alguém o perdeu, ainda bem!...”
E logo em seguida, questionar-me o porquê de novamente aquele “escrito” se cruzar na minha vida e sentir-me desconcertada, quase entrar em estado de “choque”, ao ler na parte interior da capa:
- “ Eu não estou perdido!... Este livro foi deixado aqui para encontrar um novo leitor…”
Com tanta gente que ali passa, este livro foi deixado para alguém o ler, e eu que acho que nunca tenho sorte, que nunca encontro nada, que desconhecia por completo que estas iniciativas existiam, encontro exactamente o livro que tinha declinado ler?!!
Li o livro seguido, até o acabar. Meditei! Chorei! E finalmente, Renasci!
E descobri que este livro, realmente tinha sido deixado ali para mim, e que o facto de ter sido eu a encontrá-lo, não fora um mero acaso, mas um momento de magia, um momento de esperança e fé… uma providência divina.
Acreditem que se este livro tem sido comprado, ou mesmo oferecido não teria sido mágico… mas estava escrito que seria assim… eu acredito!
Senti naquele momento, que o universo, o divino, o superior, decidira que aquela altura, era só minha, o meu momento de atenção, de glória, perante algo muito maior. A prova! A mão amiga!
Muitas vezes, e apesar de ainda podermos ser jovens, que é o caso, sentimos que a vida é dura, cheia de dificuldades, de obstáculos, por vezes, e embora com amigos sentimo-nos sós, achamos que tudo se tornou rotineiro, sem sentido. Sentimo-nos frustrados, impotentes… cansados! Olhamos para o lado, e pessoas a quem queremos bem, tão jovens como nós, e que pensamos que são felizes, que pensamos acima de tudo, que nos têm como amigas, possíveis confidentes… confiáveis, não partilham a sua angústia, o peso do seu fardo e tentam por termo à própria vida… questionam-na ao ponto do desespero e fazem-nos questionar também a nossa, sob todas as perspectivas…
E esta era a minha realidade ultimamente, uma realidade um tanto sombria!
Foram textos simples, carregados de profundidade e sentido, pequenas histórias, que me fizeram redescobrir a paz e alegria dentro de mim. Não considero que tenha aprendido algo de novo, mas reaprendi a acreditar novamente, de que as respostas estão realmente sempre dentro nós, que no fundo nós já sabíamos, mas que por vezes estamos tão desacreditados que deixamos de ver os sinais… o fio condutor, invisível, que se chama mistério divino, magia, milagre…
Reavivei as lembranças que tinha dentro de mim, do tempo em que sentia que nada acontecia ao acaso, e que a generosidade e o amor eram os motores desta imensa engrenagem que é a vida… e que muitas vezes esta, usa sinais.
Então preocuparmo-nos tanto para quê??? Basta estar atentos! Seguir os sinais e viver cada dia como se fosse a maior aventura, com amor, entusiasmo e principalmente, fé… fé de que nada é deixado ao acaso!
Reaprendi algo de muito importante… a partilhar!
A quem generosamente cedeu este livro, muito obrigado por esta forma de amor ao próximo, denotado no gesto bonito de partilha e que tudo fez, mudar na minha vida.
A quem involuntariamente o fez chegar até mim, um bem-haja também.
Quanto ao livro…
Vou deixar que a providência divina me guie ao sítio, onde ficará bem entregue e prossiga a sua viagem.

sexta-feira, setembro 23, 2005

E porque hoje é sexta-feira...

... e as famílias poderão ir passear, deixo-vos aqui um aviso!!!!
Cuidado com os maníacos!

No caso apresentado de seguida o meliante estava num jardim a comer o rabo de uma gatinha...

Vejam a cara de felicidade e satisfação do tarado, que ficou completamente insensível à dor da pobre vítima:

Passem com o rato pela imagem abaixo para ver (pode demorar um pouco)! Cuidado almas sensíveis! Podeis sofrer um grande abalo...

Cuidado!!!

Ontem...

... dei-me conta que tinha-me esquecido do cartão MB na máquina, após ter pedido um extrato!

Hoje já consegui recuperar o cartão mas esqueci-me das chaves de casa... em casa! Ou seja, não posso aceder ao meu armário e gavetas, nem ao portátil que lá está!

Salvou-se o dia porque um colega ainda tem cá o PC fixo, que tinhamos antes de nos darem os portáteis! O que vale é que hoje é sexta... o que é que eu podia perder/esqucer mais hoje?????

quinta-feira, setembro 22, 2005

Hoje...

... poderia referir que é o Dia Europeu sem Carros, poderia também contar como pela primeira vez perdi o cartão multibanco, mas tudo isso não tem qualquer importância. Afinal de contas, o papá faz anos!!!!

PARABÉNS
Parabéns Pai

És o meu papá querido e embora, na maioria das vezes, não o mostre da melhor forma, ADORO-TE!

PS: R. parabéns para ti também! Para a próxima tens que fazer anos noutro dia para teres um post só para ti!!!

segunda-feira, setembro 19, 2005

Bifes e segunda-feira...

Hoje quando me levantei pensei institivamente "Devia ser um bife! Levava umas marretadas nas costas e ficava tudo no sítio..."

(A ser verdade deixava, pelo menos, de sentir dor, aliás, deixava de sentir o que fosse, quando me acertassem em cheio na espinha...)

I Hate Mondays

sexta-feira, setembro 16, 2005

Pequenos pormenores...

... que moldam a opinião pública, mas que, provavelmente ninguém repara neles conscientemente...

Ontem não tive oportunidade de ver muitas notícias, mas quando fazia zapping vi um pouco da RTP1. Curiosamente (ou não) o que era apresentado era a polémica relativa ao referendo do aborto (mais uma vez não têm coragem de assumir que não querem que vá para a frente, daí recorrem ao artifício do referendo...). Contudo não ouvi uma única palavra, reparei apenas na imagem com que ilustravam a notícia: uma grávida (bastante grávida)!

Provavelmente os outros canais fazem o mesmo, mas não deixa de ser uma forma de manipulação. O aborto não se faz nesta altura, nem sequer é isso que vai (ou não) ser referendado. Faz-se numa altura em que os únicos que sofrem com isso são os pais - partindo do pressuposto que o homem também está envolvido - mais ninguém sabe do sucedido. Tudo, à sua volta, continua e ninguém quer saber...

De facto, numa sociedade tão insensível como a que nós cada vez mais temos, espanta-me que se insurjam tanto pela "moral", pela vida... A insegurança aumenta, a solidão também. Se necessitarem de ajuda inesperadamente estão certos que a irão obter? Felizmente em muitas zonas do País sim, mas nesta onde vivo - Lisboa - cada vez mais se vive isolado na multidão...

Poderia continuar por longas linhas mas não valerá a pena. A minha opinião continuará a mesma. Resume-se tudo a uma questão de egoísmo da parte daqueles que dizem não apenas por acharem que quando lhes acontecer podem recorrer a bons serviços de saúde; de imbelicilidade por acharem que quem recorre a este tipo de medida desesperada o faz como método contraceptivo. Talvez eles o façam...

Recordo-me que a minha prima, como trabalho final do curso, teve que fazer um trabalho sobre a questão do aborto, já há muito tempo. Desde que lhe vi lá em casa um livro com um título "Mamã, porque me mataste?" fiquei deveras enojada com os argumentos usados pelos partidários do não. De referir que esta obra era publicação da Igreja Católica...

quinta-feira, setembro 15, 2005

Passeio de Bicicleta

Graças à Noguinhas fiquei a saber que neste domingo, dia 18 de Setembro, se irá realizar um passeio de bicicleta com início na Torre de Belém e final no Parque do Tejo-Trancão.

O objectivo é a sensabilização para a necessidade da criação de uma ciclovia nesta área. Não gostariam de participar?

E não vale a pena reclamarem, dizendo que não têm bicicletas! Podem sempre alugar uma! Informem-se no site do GEOTA. Estão lá todas as indicações necessárias!


Foto de darkmavis

domingo, setembro 11, 2005

11 de Setembro

Se me derem a escolher (e aqui dão de certeza) prefiro recordar o de 1997 .
Chamem-lhe egoísmo ou outras coisas mais, preferir lembrar algo assim, do que relembrar o ataque. A verdade é que estou farta do realismo que me atiram para os olhos constantemente.


Final do dia no Baleal - Férias - 2005


NO MORE Sunday Blooddy Sunday
We want, we NEED Peace on Earth

terça-feira, setembro 06, 2005

Post terrorífico*

Há quem lhe chame reciclagem, moda e outras coisas mais. Contudo acho que a coisa é bem mais simples: faltam ideias, a criativade tem limites e quando assim é reinventa-se.

Vejam agora, o caso dos filmes de terror. É bem certo que o apelo que estes exerciam sobre mim esfumou. Não sei se passaram pelo mesmo, mas há aquela idade em que temos que provar que nada mete medo e somos muito fortes e nada melhor do que um bom filme de terror para o provar. E digo BOM! Não é preciso achincalhar porque como todos os géneros há espectaculares, bons, medianos, maus e terrivelmente horríveis (bom, confesso que o género XXX não deve ter tantas classificações e devem ser mais homogéneos, não?! Lá que tendem para a homogeneidade ninguém pode negar...!).

Sendo assim sucedem-se as estreias de remakes de filmes de terror mais ou menos velhos, mais ou menos bons. Será homenagem rendida ao velhinho filme? Lá está, podem chamar-lhe o que quiserem que não deixará de ser uma grande falta de ideias...

Venham então de lá os remakes de John Carpenter... hmmmm! Ou então não!
Soube noutro dia, acidentamente, já que andava à procura de informação do Bewitched que iam fazer o The Fog novamente, será que terá o mesmo interesse que tinha quando o vi ainda miúda (sim, porque com 13/14 anos não somos crescidos, somos putos a tentar mostrar que somos grandes...)...



E já que estamos nesta onda... para quando o "Príncipe das Trevas"? Só o vi uma vez, há mais de 10 anos, e apenas guardo aquela imagem da coisa que lhes cuspia em cima e pimba, transformavam-se em algo que é melhor nem pensar... Recordo que este foi dos que mais me afectou e provavelmente agora é uma chachada ou então não... andei a vasculhar e descobri que também há quem o classifique "Scary as Hell"...!



Quem gostar do género e puder pode aproveitar ainda durante este mês as Noites na Esplanada da Cinemateca - Eles "andem" aí! Nem é preciso procurar muito! (pronto, também podem ver o Star Wars!!!)

* Não sei se o post é terrorífico devido ao tema do mesmo ou, por outro lado, ao facto desta falta de criatividade e usarem filmes antigos para facturarem...

segunda-feira, setembro 05, 2005

Pensamentos by Kitty (XII)

"Os bichos qdo se juntam aos molhos são terríveis."


Uma bela frase ali num comentário, do my dear Rossispyder, ao qual eu adiciono: "e se forem humanos nem se fala...", se bem que há muitas provas de que um único homem, dominando mentes fracas, faz muitos estragos...

sábado, setembro 03, 2005

Não tenha medo, mostre a sua cara!

Parece-me a mim que, mais uma vez, os americanos mostram a sua fibra (!) ao terem votado duplamente nesse grande presidente (!!!!), o Bush.

O sr. não só foi lento em aceder ao auxílio às vítimas do tsunami, aliás, só após de muitos lhe apontarem o dedo é que se viu forçado a abrir os cordões à bolsa, como também não tem grande interesse em ajudar os seus...

A ajuda às vitimas do Katrina até já foi oferecida por países como Cuba (não consigo evitar esboçar um sorriso perante a ironia...) mas Bush tardou em por a máquina de auxílio interno em movimento, de tal forma que agora, manda calar a voz das críticas*... não vale a pena, sr. Presidente, já é mesmo o último mandato, não vale a pena a maquiagem, mostre-se como realmente é!

* num espectáculo de angariação de fundos para as vítimas, quando as críticas começaram a surgir e os discursos destoaram do teleponto a transmissão televisida foi imediatamente cancelada...