Kitty's Place

terça-feira, janeiro 04, 2005

Insónia

A escuridão? Não me apoquenta. As sombras não passam disso mesmo, não me iludem.
O corpo contorce-se, confinado à cama, qual alma penada condenada ao purgatório.
A mente, essa, voa livre, não para. Se ao menos se quedasse, talvez o sono viesse...
O corpo tenta libertar-se, em vão, da inesperada prisão. A mente não deixa. É uma carcereira implacável – tu ficas aí enquanto eu dou uma volta... E não há forma da agrilhoar. Talvez, assim, o sono viesse...

2 Comentários:

Anonymous Anónimo said... (9:24 da manhã)

Ora aqui está uma situação que me faz confusão...
Um dos melhores textos deste blog, sem comentários!!!

A escuridão também não me apoquenta, pelo contrário...serve muitas vezes de aconchego ás ideias que voam livres através da nossa mente. Serve de confidente e conselheira, apesar de por vezes poder ser madrasta...
G.

 
Blogger Kitty said... (2:34 da tarde)

É também inspiradora. :)

 

Enviar um comentário

Links:

Criar uma hiperligação

<< Kitty's Place