Kitty's Place

sexta-feira, dezembro 24, 2004

Feliz Natal

Quis encontrar uma forma original de vos enviar um Feliz Natal: decidi que este ano iria fazer postais.

Comprei o papel colorido, seleccionei uma série de desenhos para fazer e a mensagem, depois do resto feito, logo surgiria espontaneamente, à medida do destinatário do postal.

Quando partilhava esta ideia não me compreendiam. Pensavam que iria comprar postais e enviá-los. Então eu repetia que não era bem essa ideia – eu queria mesmo FAZÊ-LOS. A reacção era logo que era louca... Só a paciência para isso. Faltou-me, portanto, o incentivo. Preciso que me estimulem. Ora, ao dizerem-me que era maluca não me ajudaram muito.

Sendo assim, chego a este dia e os postais não estão feitos... Mas hão-de estar e nesse dia receberão o vosso, nem que estejamos no Verão. Afinal, o Natal é quando o Homem quiser.

Depois pensei numa forma engraçada para um postal electrónico. Lembrei-me de escrever, nas unhas, a mensagem Feliz Natal. Aqui fui traída pela máquina fotográfica...
Enquanto escrevo estas palavras as minhas unhas, de facto, desejam um bom Natal a todos, mas não tenho forma de vos mostrar...
Agora que olho para elas e partilho isto com vocês estou a sentir-me um pouco ridícula, mas que se lixe!

Fica então, apenas uma imagem natalícia dos Forever Friends...


Tudo de bom neste Natal. Boas Festas.
(Em Janeiro não se esqueçam de regressar ao ginásio ou aumentar a intensidade do treino!)


3 Comentários:

Blogger Nanita said... (8:51 da tarde)

Feliz Natal!!!! Regressar ao ginásio... pois, pois...

 
Anonymous Anónimo said... (10:24 da manhã)

O postal de Natal está muito engraçado…Mas permite-me um pequeno comentário…
Durante esta época de Natal, dei por mim muitas vezes sentado numa qualquer esplanada de um centro comercial a observar o movimento louco que me circundava. É impressionante como o espírito de Natal está adulterado. O conceito de reunir as famílias para jantar em paz e confraternizar, está completamente esquecido, sendo esmagado por uma vontade de apenas mostrar poder económico... caracterizem a função do Pai Natal: Passear no seu trenó distribuindo presentes pelas crianças com poder de compra…
É engraçado (!!) ver as pessoas de lista na mão, com rascunhos do tipo:
Nome – presente; depois de comprar passa um traço por cima e pensa “já me livrei deste…só quero ver o que me vão dar a mim”.
Não é este o espírito que se pretende. Ou pelo menos não foi desta forma que fui educado. Sempre me habituei a receber presentes fora das épocas consideradas obrigatórias (Natal; aniversário; dia dos namorados…) e talvez por isso nestes momentos dê mais importância aos pequenos pormenores. Aos sorrisos sinceros de votos de Feliz Natal, aos telefonemas dos amigos(as) que realmente gostam de nós, ao jantar em família…
Confesso que prendas tb importantes, até porque as meias e os pijamas dão sempre jeito...

É um facto que por diversos motivos o Natal este ano me passou um bocado ao lado, mas ao observar o stress colectivo na ânsia de comprar prendas para pessoas que nem sequer vêm/falam ao longo de um ano inteiro, leva a concluir que afinal não estou assim num estado de insanidade tão avançado (sim, porque deve ser o que estás a pensar ao ler este comentário).

A autora deste Blog, tem todo o direito de censurar este comentário…

Assinado: Scrooge (G)

 
Blogger Kitty said... (11:34 da manhã)

Comecemos pelo fim. Desde que não hajam ordinarices injustificadas não vejo motivo para censurar ninguém. Sendo assim, permito e aprecio todos os comentários – grandes ou pequenos – o que realmente importa é que sejam sinceros.

Acho que será desnecessário dizer-te que também acho que o Natal não passa de uma grande máquina económica...
Mas admito as minhas falhas – ligo às prendas? Infelizmente sim, até porque sou filha única e os mimos criam dependências. Os malandros viciam!

Ah! Já me esquecia. As meias e os pijamas são importantes e os boxers fluorescentes também! :-)

 

Enviar um comentário

Links:

Criar uma hiperligação

<< Kitty's Place