Kitty's Place

sexta-feira, dezembro 03, 2004

Boys and Girls

Post experimental...

Versão “Girl” – a original

O cérebro masculino e o feminino são irremediavelmente diferentes, não há grandes dúvidas acerca deste facto, espero eu.

No outro dia pus-me a pensar se a classe masculina se perderá, ou não, ao ler os posts.
A verdade é que, como orgulhoso membro da classe feminina, num único texto consigo juntar várias ideias que, aparentemente, não têm qualquer ligação.
É inevitável, começo a escrever, as ideias atropelam-se e quando dou por mim já abordei três ou quatro tópicos que nada têm a ver com a ideia original do post.

Lembro-me deste mesmo sentimento quando li um livro da Joanne Harris, julgo que “A Praia Roubada”, em que a história tem constantes flashbacks. Recordo-me de pensar que se fosse um homem, de certeza, já me tinha perdido na história...

Ainda em relação à Joanne, aprecio bastante os seus livros, já li todos os editados em Portugal, com excepção do livro de culinária. Que utilidade é que eu lhe iria dar? Culinária, ainda para mais, francesa...
No último – “Danças e Contradanças” – livro de contos, bem diferente dos outros – fiquei muito chateada com a editora. Então não é que ela faz referência a dois livros que já escreveu, mas não há meio de serem editados por cá? Estamos mesmo condenados a andar atrasados em relação ao resto da Europa...

Depois há a questão da objectividade. Menina que se preze, por mais que os meninos esperneiem, nunca vai directa ao assunto. Transpondo esta situação para uma viagem, as meninas, podendo fazer o trajecto Lisboa - Porto pela A1 irão primeiro ao Algarve, depois a Espanha e talvez depois se aproximem do Porto...
Outro exemplo desta situação é o post "Dica (da semana)" no blog Autocolante.

Enfim, regressando à ideia original, em jeito de conclusão, os cérebros femininos são diferentes dos masculinos e ainda bem.

Versão “Boy” – objectiva e abreviada

  1. O cérebro feminino é diferente do masculino;

  2. Os homens, geralmente, têm dificuldade em perceber textos com várias ideias encadeadas – há que manter as ideias simples e directas;

  3. Já li todos os livros editados em Portugal da Joanne Harris, com excepção de um que é sobre culinária francesa;

  4. As mulheres não são objectivas.
E que tal?! Agora digam de vossa justiça, faz sentido haver versão “girl” e versão “boy”?!

1 Comentários:

Anonymous Anónimo said... (8:26 da manhã)

Há coisas que fazem mais sentido juntas...
G.

 

Enviar um comentário

Links:

Criar uma hiperligação

<< Kitty's Place