Kitty's Place

sábado, novembro 27, 2004

A faixa renegada

Após um post de reflexão, escrito num dia específico e com um sentimento bastante particular, fica aqui uma abordagem mais jocosa a um dos muitos problemas que temos com o asfalto...

Há quase um ano que vou para o trabalho (em Lisboa) de popó. Sim, é verdade, troquei os transportes públicos pelo belo do “cu tremido” - é mesmo isso, não vale a pena inventar figuras de estilo para alindar a coisa (os motivos desta troca dão pano para mangas, ficam para mais tarde...).

De qualquer forma, já conduzia regularmente. Houve uma fase em que não trabalhava em Lisboa, pelo que aí ia realmente de automóvel (não estão a ver o que é o melodrama de ir do Barreiro para Almada, por exemplo, de transportes públicos – a isto adicionem um computador às costas e o resto da tralha e tudo se encaixa...), ainda por cima os km eram pagos... (foi aí que me estraguei...)

Mas adiante!

Não sei se já repararam num flagelo que atinge as nossas auto-estradas, em particular as que possuem 3 faixas. A faixa da direita parece que não tem qualquer utilização. Nunca notaram em extensões de km sem ninguém na faixa da direita, enquanto que nas restantes faixas se luta pela liderança?!

Vai daí que temos que investir em sinais como “CONDUZA PELA DIREITA”, lá estão eles na A2, ou então, no painel electrónico à entrada da Ponte Vasco da Gama...

Inicialmente esta situação deixava-me um bocadinho irritada (se algum dia alguém se lembrar de instalar uma câmara oculta no meu carro...). Dependendo do dia ainda deixa, mas na generalidade das vezes ignoro-os... Vou na minha faixa (lembrem-se que devemos conduzir pela direita), não tenho ninguém à minha frente, óptimo!

Para verem o ridículo da coisa já cheguei a ir na faixa da direita a 60/70 km e deixar muita gente para trás na faixa do meio. Experimentem conduzir na A5...
Afinal de contas o excesso de velocidade é uma infracção grave mas olhem que esta...

Imaginem que vocês vão calmamente na faixa da direita. Não há ninguém na faixa da esquerda e vai alguém mais devagar na faixa do meio? O que fazem? Qual é a manobra mais perigosa?!

  1. Atravessarem duas faixas para a esquerda e passar o Sr. pela esquerda ou;

  2. Continuam na vossa faixa?

O que mais me intriga são os motivos para que esta faixa seja ignorada... Será que os condutores se sentem menos viris, no caso dos homens, se conduzirem pela direita!? Só pode ser um sinal de fraqueza. Para os homens é tudo uma questão de masculinidade, quando se trata de asfalto.
Bom, no caso das mulheres, esqueçam, aquilo não dá para mais, é o género daqui não saio daqui ninguém me tira, não vou mexer no volante, né? (sim, as meninas podem bater-me à vontade...)

Mas, chefe, chefe, chefe... eu tenho uma ideia...
... e não é vestir-me de mulher, que isso já sou!*

Tive uma ideia luminosa que vai levar a que a faixa da direita das AE seja a mais concorrida. E se reservássemos esta faixa para o BUS?!
Iam ver que a adesão ia aumentar em massa...

* Quem não percebeu ou não conhece era uma alusão ao Gato Fedorento... :o)


3 Comentários:

Anonymous Anónimo said... (2:07 da tarde)

"Bom, no caso das mulheres, esqueçam, aquilo não dá para mais, é o género daqui não saio daqui ninguém me tira, não vou mexer no volante, né? (sim, as meninas podem bater-me à vontade...)"
Eu na qualidade de mulher, e sobretudo na qualidade de mulher que UTILIZA EFECTIVAMENTE A FAIXA DA DIREITA dar-te-ia porrada de certeza, a tua generalização é absolutamente desconcertante, sinceramente...

Espero que dês realmente o exemplo às burrinhas e burrinhOS que só utilizam as faixas da esquerda com medo de que um lobo mau saia do lado direito conduzindo na faixa da direita! Mas espero também que algumas dessas pessoas a quem tu dês essa lição te deiam a ti quanto a generalizações!!!

 
Anonymous Anónimo said... (12:29 da manhã)

Pois eu vou pela direita, ultrapasso o carro pela esquerda e volto à fila da direita (não sem antes pregar um sustozinho ao condutos que vai no meio para ele aprender). Ultrapassar pela direita dá apreensão de carta

 
Blogger Kitty said... (12:57 da manhã)

Sim, também não me agrada passá-los pela direita...
Mas gostaria, sinceramente, que alguma autoridade me explicasse 2 questões sobre este assunto:

1. Isto é considerado, de facto, uma ultrapassagem? (não se esqueçam que vamos na nossa faixa de rodagem, numa estrada com mais do que uma, e quando assim é só porque estamos a passar outro carro que vai noutra não constitui necessariamente uma ultrapassagem, ou estou errada...???)

2. Não é, efectivamente, + perigoso andar aos zigue-zagues pelas AE?!

 

Enviar um comentário

Links:

Criar uma hiperligação

<< Kitty's Place